Fique por dentro da importância do alongamento pré e pós-treino

A prática regular de exercícios físicos previne e reduz problemas ligados à pressão arterial
26/04/2022
A influência do judô no desenvolvimento infantil
25/05/2022

Fazer ou não fazer alongamentos no pré e pós-treino? Eis a questão… sabemos que este é um tema polêmico que divide bastante opiniões. De um lado há quem defenda que o alongamento deve ser realizado no início dos treinos, do outro, pessoas que “advogam” pelo contrário, que o alongamento seja realizado ao final do treino.

Mas, no artigo de hoje, daremos um fim a essa questão falando sobre os benefícios do alongamento e a importância de fazê-lo no pré e pós-treino!

O alongamento é um exercício físico cuja capacidade está em dar ao corpo uma maior flexibilidade, elasticidade e agilidade muscular  ao passo que ajuda a evitar possíveis lesões.

Ainda pode ser creditado ao exercício contínuo do alongamento, o relaxamento mental, corporal e alívio no estresse.

Outros benefícios da prática de alongamentos são o aumento da habilidade e consciência corporal, ativação da circulação sanguínea, a melhora da postura, alívio para quem sofre com dores nas costas e muito mais.

Assim, temos que realizar uma série de alongamentos antes de iniciar uma sequência de atividades físicas, pois preparará o seu corpo, causando o aumento da vascularização do seu músculo o que, consequentemente, ajuda na lubrificação das articulações.

Já o contrário, os alongamentos feitos após a conclusão de um treino, farão com que o seu músculo relaxe, amenizando as dores musculares que ficam, além de lavar algumas toxinas presentes no corpo.

Mas não se engane. Não é porque o alongamento é uma atividade de baixo impacto que deve ser realizado em excesso.

O ideal é que o seu plano de treinamento seja prescrito por um profissional capacitado, de acordo com as suas necessidades. Visando o mínimo de impacto possível, reduzindo assim as possibilidades de lesões.