Qual a diferença entre pilates e yoga?

5 motivos para fazer FitDance
março 27, 2019
Artes marciais podem ajudar seu filho a se desenvolver
julho 24, 2021

Depois de um dia estressante tudo o que a gente quer é poder cuidar do corpo e da mente. É por isso que cada vez mais gente tem aderido às aulas de pilates e de yoga. Entretanto, muita gente ainda acha que pilates e yoga são a mesma coisa. Será? Qual é a diferença entre pilates e yoga?

Antes de abordarmos a diferença, vamos primeiro falar sobre as semelhanças. Tanto o pilates quanto o yoga são práticas voltadas à consciência corporal, com um foco bastante específico no controle e na consciência da própria respiração.

As duas atividades têm alguns exercícios parecidos (e até com o mesmo nome), mas as semelhanças param por aí. É possível enxergar as diferenças entre pilates e yoga simplesmente assistindo algumas aulas.

Pode observar: enquanto o pilates faz uso de diversos aparelhos e dá atenção especial à melhora do condicionamento físico, o yoga geralmente não usa nenhum tipo de aparelho, apenas o famoso tapetinho que é, digamos, uma espécie de “marca registrada” da prática.

Aprenda mais sobre pilates e yoga.

O pilates

O pilates é um conjunto de técnicas de condicionamento físico focado em seis pilares: concentração, centralização, controle, precisão, respiração e fluidez.

  • Concentração

A concentração refere-se à necessidade de consciência corporal para realizar os exercícios da maneira apropriada.

  • Centralização

Já a centralização é a meta de iniciar os movimentos a partir de uma base sólida e estável: o abdômen, as costas ou o glúteo.

  • Controle

O controle, por sua vez, é a utilização dos músculos certos na hora de fazer a ação desejada.

  • Precisão

A precisão é a capacidade de realizar os exercícios perfeitamente.

  • Respiração

A respiração é o pilar referente à habilidade de inspirar e expirar de forma eficaz, estimulando a circulação do sangue.

  • Fluidez

Por fim, temos a fluidez. Na visão de Joseph Pilates, o criador da técnica, os exercícios da atividade devem ser fluidos e sucessivos para a obtenção do máximo resultado.

O yoga

O Yoga Sutra de Patanjali (ou apenas “yoga”, para os íntimos) é uma filosofia criada há mais de 2.000 anos (o pilates foi desenvolvido há “apenas” 100 anos).

Ele envolve técnicas de postura, respiração e meditação. Os especialistas em yoga são capazes de praticar os oito pilares da prática: normas de conduta, atitudes, posturas, controles respiratórios, abstração dos sentidos, concentração, meditação e, por fim, a iluminação.

  • Normas de conduta

Espécie de “ética” que deve ser seguida por seus praticantes: não-violência, verdade, não roubar ou invejar, não se apegar e controlar os próprios impulsos.

  • Atitudes

Já as atitudes envolvem a purificação do corpo e da mente, o contentamento com o que a vida oferece, autodisciplina e força de vontade, aprendizado sobre si mesmo e a devoção a algo maior.

  • Posturas

É a parte visível do yoga: a capacidade de se manter numa posição de total controle sobre o próprio corpo mas, ao mesmo tempo, se sentir confortável com esse controle.

  • Controle respiratório

Habilidade de controlar o sistema nervoso autônomo.

  • Abstração dos sentidos

Capacidade de não se deixar afetar pelos próprios sentidos.

  • Concentração

Manter o foco em uma única coisa, após conseguir abstrair os sentidos.

  • Meditação

É a imersão absoluta na abstração dos sentidos e na concentração.

  • Iluminação

O estágio máximo do yoga: a tranquilidade máxima de espírito.

O que é melhor: pilates ou yoga?

Agora que você já sabe qual é a diferença entre pilates e yoga, vem a próxima pergunta: qual é a melhor atividade? A melhor é aquela com a qual você melhor se adaptar. Não existe uma resposta definitiva para essa questão. O importante é que você se dedique e sinta prazer com a atividade.

Quer saber mais? Siga os perfis da Infinity no Facebook e no Instagram.