A influência do judô no desenvolvimento infantil

Fique por dentro da importância do alongamento pré e pós-treino
19/05/2022
4 benefícios para casais que treinam juntos
4 benefícios para casais que treinam juntos
12/06/2022

Para darmos início a essa conversa, é necessário que primeiro você conheça um pouco sobre a origem do Judô, sua filosofia e a que ele se dedica. Vamos nessa?

Qual a origem do Judô?

Bom, pesquisas apontam que essa arte marcial foi criada em 1882 por Jigoro Kano, um jovem professor japonês que baseou-se em elementos de artes marciais ancestrais para conceber o judô que tem como filosofia “a elevação de uma simples técnica a um princípio de viver”.

A palavra Judô significa caminho suave e Jigoro Kano acreditava piamente que a prática desta luta poderia ser um meio para o aperfeiçoamento sócio emocional do indivíduo, já que este acaba levando os ensinamentos e valores que aprendem no tatame para a vida.

Como o Judô pode ajudar seu filho?

O judô busca aprimorar a concentração, autoconfiança e coordenação motora de quem o pratica. Além disso, o seu exercício auxilia no fortalecimento corporal através de técnicas de autodefesa que envolvem variadas partes do corpo, como braços, pernas, pés e quadris.

Apesar de ser uma atividade física de luta, o judô não é uma modalidade violenta, muito pelo contrário, ele possui regras sérias que devem ser seguidas por quem pratica tanto dentro, quanto fora do tatame.

Por exemplo, dentro das quatro linhas não são permitidos golpes direcionados ao rosto, pescoço e vértebras do adversário. Fora delas, o aluno não está autorizado a utilizar as técnicas com um intuito violento. Fora do tatame, a conduta exigida aos alunos pelos mestres é a de respeito, disciplina, caráter e espiritualidade.

Esses elementos, segundo Ivan Luis Ramos, professor de judô da Infinity Academia, atuam como motivadores para que os pais matriculem seus filhos em aulas de Judô. “[…] além da promoção de saúde, os pais vêm em busca de disciplina para seus filhos mesmo para aqueles que já apresentam um comportamento relativamente bom”.

De acordo com a UNESCO , o judô é um dos esportes mais aconselháveis para crianças com idade entre 4 a 14 anos. Para a Organização, por meio do jogo e diversão, o esporte permite “ estimular aspectos para o desenvolvimento do indivíduo, como, a coordenação dos movimentos, a psicomotricidade, o equilíbrio, a expressão corporal e a percepção espacial”.

Ainda sobre o Judô, Ramos acrescenta que é um esporte que prega muito sobre a união, parceria e companheirismo através de atividades lúdicas “no começo [das aulas] eles [os alunos] aprendem sobre amizade, paciência, compreensão, solidariedade e humildade”, explica.

Com vasta experiência, convivendo e atuando há mais de 24 anos no Judô, Ivan Ramos garante que as mudanças físicas e socioemocionais podem ser percebidas nas crianças a partir da primeira aula através de gestos como “deixar a sandália arrumada e pedir licença por meio de uma saudação para entrar no tatame”. Para o professor, esses e outros gestos “simples” farão com que os alunos entendam e pratiquem em suas vidas a disciplina, obediência e o respeito.

Ivan Ramos ainda comenta que os pais são os principais entusiastas com a forma com a qual a prática do Judô influencia na mudança de comportamento dos filhos “O primeiro feedback na verdade vem dos pais que nos abordam para falar do comportamento em casa e na escola, que mudou [para melhor]”.

Além da capacidade didática pedagógica, o Judô é um esporte inclusivo, afinal, proporciona a prática para deficientes visuais e portadores de autismo e também de síndrome de Down.

Fato é que os pais procuram para os filhos exercícios que, além de trazer benefício para a vida da criança, proporcionem momentos agradáveis. Aqui na Infinity Academia, as aulas de judô infantil acontecem todas às segundas e quartas-feiras a partir das 18h.

Traga o seu filho e passe a experimentar as mudanças positivas que o Judô irá proporcionar na vida dele.