Conheça as diferenças entre os três principais tipos de massagens: redutora, relaxante e linfática

Cinco dicas para auxiliar na busca da hipertrofia muscular
junho 22, 2017
Importância da execução correta do agachamento
julho 7, 2017

Tratamentos estéticos são bons aliados para ajudar na eliminação daquela gordurinha localizada, reduzir os efeitos da retenção de líquidos, que faz com que o corpo pareça mais pesado do que realmente é, além de relaxar o corpo. Existem diversos tipos de tratamentos. Entre eles, as massagens fazem muito sucesso, principalmente com a mulherada. Conheça as diferenças entre os três principais tipos: massagem redutora, drenagem linfática e massagem relaxante.

Massagem redutora

Indicada para modelar o corpo e eliminar a gordura localizada, a massagem é executada utilizando movimentos rápidos, repetitivos e firmes sobre os tecidos do corpo, favorecendo a quebra das células de gordura localizada que são eliminadas pela corrente sanguínea. Os movimentos vigorosos e dinâmicos, aliados a utilização de um creme específico para a redução de medidas contendo Cafeína, Nicotinato de Metila, Celulinol, dentre outras substâncias, conseguem atingir as camadas de tecido com maior nível de concentração de gordura como barriga, pernas, braços e cintura. Além de redução das medidas, a massagem também melhora a elasticidade da pele, reduz a flacidez e celulite. Os resultados são visíveis já nas primeiras sessões, a pele fica mais elástica e percebe-se a dissipação da gordura.

Drenagem linfática

Com objetivo de eliminar o excesso de líquidos tóxicos em certa região do corpo, da drenagem linfática pode amenizar os desagradáveis inchaços causados pela TPM, maus hábitos alimentares, pós-cirúrgicos ou problemas circulatórios. A massagem feita com toques rítmicos, lentos e com suave pressão, estimula o sistema linfático a reabsorver o líquido acumulado pelo organismo, que elimina as toxinas através da urina.

Massagem relaxante

É uma técnica aplicada com movimentos suaves utilizando apenas as mãos na musculatura do corpo. Durante a massagem são utilizados óleos vegetais que auxiliam a execução dos movimentos sempre contínuos, mantendo um ritmo específico para estimular a produção de hormônios responsáveis pelo relaxamento. A massagem relaxante libera um hormônio chamado ocitocina que combate a tensão muscular, auxilia no fluxo intestinal, estabiliza a pressão arterial e principalmente diminui o estresse. De modo geral a massagem relaxante promove um profundo estado de relaxamento, diminui as dores musculares e cãibras, já que aumenta a circulação sanguínea e oxigena melhor as células.

Por Barbara Weyll – Viva Spa